• Paulo Lídio

Diretor de Vingadores: Guerra Infinita faz alerta para estúdios que querem fazer "Universos Cin


Com o sucesso alcançado pela Marvel Studios e o seu MCU (Universo Cinematográfico Marvel), muitos estúdios tentaram implementar a famosa "fórmula Marvel" em suas produções. A Universal tentou criar o "dark universe", composto pelos monstros do estúdio. Iniciado com "Drácula: A História Nunca Contada" (2014) e depois com "A Múmia" (2017), a produtora sofreu com a crítica e principalmente com o péssimo retorno financeiro.

Porém o exemplo mais famoso a ser citado de competição com a Marvel é o da Warner com os personagens da DC. Dando partida com o DCU (Universo Cinematográfico DC) com "O Homem de Aço" (2013), o estúdio ainda produziu outros filmes como "Batman vs Superman" (2016), "Esquadrão Suicida" (2016), "Mulher Maravilha" 2017 e "Liga da Justiça" (2017). Apesar do excelente retorno financeiro nas bilheterias e produtos dos filmes, o estúdio sofreu muito com as críticas e reclamações dos fãs, que constantemente reclamavam da falta de coerência nos filmes e falta de liberdade da Warner para com os diretores das produções, principalmente com o polêmico Zack Snyder, diretor dos dois primeiros filmes do DCU.

Durante entrevista para a Variety, o diretor Joe Russo, de Vingadores: Guerra Infinita, disse o que pensa sobre os demais estúdios estarem produzindo Universos Cinematográficos tomando a Marvel e o MCU como exemplo. "Sim, não faça isso", foi a resposta do diretor. "Nem tudo pode ser sustentado através de um universo cinematográfico", completou Joe Russo. Ele também explicou que o sucesso da Marvel nos cinemas não tem a ver somente com oferecer um universo cinematográfico específico, mas que também se trata de "uma função de audiências desejando novos tipos de narrativa".

Você concorda com o diretor de Vingadores: Guerra Infinita? Deixe aqui a sua opinião!

 POSTS RECENTES