• Alexandre Agassi

Os 10 Melhores Filmes da Marvel Studios, segundo o Rotten Tomatoes


Iniciado em 2008, o universo cinematográfico da Marvel já produziu ao todo DEZOITO filmes. Dado a largada com Homem de Ferro (2008), a empresa já introduziu diversos heróis clássicos dos quadrinhos no cinema, o que já levou inclusive na reunião deles pela primeira vez com Os Vingadores (2012). Depois disso, a provação do público e da crítica foi tão boa que desde então o produtor Kevin Feige tomou decisões com o propósito de expandir cada vez mais esse universo vasto. Dentre eles vale lembrar de Guardiões da Galáxia, que apresentou o universo cósmico da Marvel e Doutor Estranho que deu introdução ao universo místico.

Além disso, o MCU (como é chamado o universo cinematográfico da Marvel nos Estados Unidos) também é conhecido pelo que alguns críticos e fãs gostam de nomear de a "fórmula Marvel", um estilo próprio desenvolvido e aperfeiçoado com o tempo pelos produtores para que todos os filmes do universo tivesse o mesmo tom. Dessa forma, é comum quando pensamos no MCU em filmes bastante coloridos, muitos efeitos visuais de ponta e uma trama simples, fácil de acompanhar e muitas, mas MUITAS piadas.

Diferentemente da polêmica DC Comics, cujo universo cinematográfico carrega um histórico de filmes de qualidade variada - Esquadrão Suicida (2016) com apenas 27% de aprovação dos críticos do Rotten Tomatoes, enquanto Mulher Maravilha (2017) possui 92%. A Marvel, em contrapartida, já consegue manter uma certa estabilidade no cinema, sendo que não tenha nenhum filme do MCU com menos de 60% de aprovação.

Aqui na lista abaixo, confira os DEZ melhores filmes da Marvel Studios, de acordo com dados retirados do Rotten Tomatoes, site altamente reconhecido internacionalmente.

10. Vingadores: Guerra Infinita (2018)

Para muitos que já viram este já pode ser considerado o maior e melhor filme de super-heróis de todos os tempos, enquanto que outros acharam isso discutível. Guerra Infinita é a reunião de todos os heróis depois de 10 anos de Marvel Studios. É a consequência que todos os outros 17 filmes deram início. É o vilão mais poderoso do universo, Thanos (Josh Brolin), colocando seu plano de matar metade do universo em prática assim que conseguisse ter em mãos as seis jóias do infinita, que concedem a habilidade de controlar o tempo, o espaço, realidade, o poder, a mente e a alma! Para isso somente a reunião dos Vingadores e dos Guardiões da Galáxia poderá impedir o vilão de completar seu objetivo.

O terceiro filme do MCU dirigido pelos irmãos Joe e Anthony Russo, sendo que todos os três irão aparecer ainda nesta lista, aparentemente a Marvel e o público gostam bastante do trabalho final que eles entregam. O longa tem 84% de aprovação do Rotten Tomatoes e segue forte na promessa de quebrar recordes de bilheteria.

9. Doutor Estranho (2016)

O filme de introdução para a parte mítica da Marvel nos cinemas conta com um dos principais super-heróis das HQs, Doutor Estranho. Aqui mostra a história clássica do personagem - o neurocirurgião Stephen Strange (Benedict Cumberbatch) extremamente arrogante e egocêntrico que depois de sofrer um terrível acidente de carro tem suas mãos fraturadas, levando-o a sérias dificuldade de mobilidade e, consequentemente, a impossibilidade de continuar sua brilhante carreira de médico. Para tal, ele recorre a medicina oriental em um lugar chamado Kamar Taj, onde Stephen conhece a maga suprema Anciã (Tilda Swinton), que será sua mentora no treinamento para dominar a magia e curar suas mãos.

Doutor Estranho foi aprovado com 89 % e marca um período de mudanças na "fórmula Marvel" ao trazer uma profundidade inusitada para dentro do longa, discutindo o tema da morte em uma das cenas mais emocionantes de todo o MCU.

8. Capitão América: O Soldado Invernal (2014)

O primeiro a sair dos "padrões da Marvel" e o que mais sai, aliás! A continuação da saga do Capitão América (Chris Evans) apresenta a primeira trama solo do herói depois de acordar nos dias atuais. O filme toma o tempo necessário para mostrar a vida do Capitão depois de 70 anos congelado e lidando com o tanto novidades que tem. Porém, nem tudo acaba sendo novo para Steve Rogers ao realizar uma terrível descoberta a respeito de um fantasma de seu passado, sua antiga inimiga Hydra, a organização nazista desenvolvida como uma inteligência para os alemães na Segunda Guerra na construção de armas cada vez mais tecnológicas. Na trama, o Capitão trabalha para a SHIELD, instituição do governo americano que investiga qualquer anomalia que pareça alienígena e também a mesma que contribuiu a formar os Vingadores. No entanto, Steve passa a ser perseguido pela SHIELD após acusado de assassinar o diretor Nick Fury (Samuel L. Jackson). Como fugitivo, Rogers descobre a existência da Hydra dentro da SHIELD.

Dirigido pelos diretores de Vingadores: Guerra Infinita, Joe e Anthony Russo, o filme é inovador ao misturar o gênero de super-herói com o de espionagem. Isso não só se reflete no tom sério e tenso do longa como também na fotografia que lembra filmes de espião dos anos 70.

A aprovação do Rotten também foi de 89 % e para critério de desempate com o filme anterior foi utilizado a aprovação dos usuários. Doutor Estranho foi aprovado com 86%. enquanto Soldado Inverno com 92%!

7. Capitão América: Guerra Civil (2016)

Filme que fecha a trilogia do Vingador mais velho do time, Guerra Civil apenas carrega o título de um filme solo quando na verdade se trata de uma história dos Vingadores. Pensado sob uma perspectiva mais realista, Guerra Civil divide a equipe dos Vingadores em dois quando é imposto que o time de super-heróis deve estar sob a tutela da Organização das Nações Unidas (ONU). Liderados pelo Homem de Ferro (Robert Downey Jr.), metade dos heróis são favoráveis a esta ideia, enquanto o Capitão América e a outra metade são absolutamente contra. Desde então uma sequência de acontecimentos contribuem para aumentar os atritos entre os personagens.

Guerra Civil é outro longa dos irmãos Russo e, por isso, segue no mesmo tom de Soldado Invernal - mais sério, menos piadas, perseguição, Capitão é um fugitivo novamente, embora seja tão colorido quanto os outros filmes da Marvel. Este talvez seja o filme mais filosófico do estúdio por trazer à tona debates do mundo real, envolvendo o Estado, a segurança e a ética pessoal de cada indivíduo. Capitão América: Guerra Civil teve aprovação de 91% da crítica e 89% da audiência.

6. Guardiões da Galáxia (2014)

Guardiões da Galáxia sem sombra de dúvida foi o maior tiro no escuro da Marvel desde o início do MCU com Homem de Ferro (2008). Um grupo de super-heróis pouquíssimo conhecido até mesmo pelos leitores de gibis, Guardiões da Galáxia surpreendeu a todos ao apresentar uma trama que pudesse ser tão boa e tão bem amarrada. Peter Quill (Chris Pratt) é um ser humano sequestrado por um grupo de alienígenas contrabandistas. Vivendo no meio deles, Quill cria o nome de "Senhor das Estrelas" e se torna um caçador de recompensas. A história gira em torno do orbe - a joia do infinito do poder, que aparecerá em Vingadores: Guerra Infinita. Dessa forma, diversas pessoas com personalidades muito fortes e complicadas acabam por se unir para ir atrás do orbe: Gamora (Zoë Saldaña), a filha favorita de Thanos, o vilão de Guerra Infinita; Rocket Racoon (Bradley Cooper) e Groot (Vin Diesel), um guaxinim falante criado em laboratório e uma espécie de árvore alienígena extremamente forte; Drax (Dave Bautista), um assassino que se junta ao time movido pelo desejo de vingança de matar quem exterminou sua família - Ronan (Lee Pace), este que também é o vilão da história - e, por último, Quill.

Sob a mão talentosa de James Gunn, Guardiões da Galáxia adicionou uma série de elementos novos: a introdução do universo cósmico da Marvel, uma expressão artística que definirá o estilo desse universo espacial daí para frente, destacando-se as cores vibrantes, fortes e muito contrastantes, que manterão esta coesão nos filmes seguintes (Guardiões da Galáxia Vol. 2 e Thor: Ragnarok). Também tem o excessivo número de referências, que vão desde Howard, o Pato até Adam Warlock e assim são um prato cheio para os fãs de HQs, que sentem a nostalgia de verem seus personagens e quadrinhos favoritos homenageados. O longa foi aprovado com 91% pelos críticos do Rotten Tomatoes, mas alcançou 92% da aprovação do público.

5. Thor: Ragnarok (2017)

Chegando agora ao top 5 desta lista, Thor: Ragnarok se destaca por ser mais um filme do gênero de comédia do que um filme de super-heróis propriamente dito, mesmo que ele ainda seja uma história do Thor (Chris Hemsworth). Depois de duas histórias solo de qualidade questionável, Thor: Ragnarok consegue fechar a jornada do deus do trovão com uma enorme aprovação da crítica e do público.

Na trama, o herói sofre uma série de sucessivas perdas após a chegada de sua irmã mais velha, Hela (Cate Blanchett), que vai tomar o trono de Asgard para si e dominar o resto do universo. Queda após queda, Thor e seu irmão, Loki (Tom Hiddleston), vão parar no planeta Sakaar, onde são feitos de escravos e agora devem arrumar uma forma de escapar de lá.

Com o comando de Taika Waititi, diretor em ascensão famoso pelos filmes de comédia, Thor: Ragnarok agradou a maior parte dos críticos, garantindo um total de 92% de aprovação e 87% da audiência no Rotten.

4. Homem Aranha: De Volta ao Lar (2017)

data:image/gif;base64,R0lGODlhAQABAPABAP///wAAACH5BAEKAAAALAAAAAABAAEAAAICRAEAOw==

Conhecido por ser o filme mais "pé no chão" do estúdio, este é o sexto longa do amigo da vizinhança, porém o primeiro dele no MCU. Quinze anos depois do primeiro filme do personagem, o maior desafio para a Marvel Studios e o diretor Jon Watts era pensar em como fazer uma história que agradasse os fãs em um mundo já saturado de filmes do Cabeça de Teia. A ideia de colocar o Abutre (Michael Keaton) como o vilão da trama dava um medo, visto que se tratava de um personagem extremamente galhofa nos quadrinhos.

E por mais que os receios eram grandes, De Volta ao Lar soube trabalhar com um jovem Peter Parker (Tom Holland) ainda não visto até então. Enquanto as franquias Homem-Aranha e O Espetacular Homem Aranha focaram num herói mais maduro e ciente de suas atitudes, Homem Aranha: De Volta ao Lar preferiu por ficar apenas na fase escolar de Peter e no drama de um adolescente comum. Agora a ameaça é de uma magnitude bem menor que os vilões dos filmes anteriores. E a contratação de um ator de peso como Michael Keaton foi a escolha certa para o papel. Abutre perde aquele traço cartunesco e galhofa, enquanto ganha um ar sombrio, um arco dramático, com motivações razoáveis.

O longa foi muito bem recebido pelo público, chegando a 92% de aprovação dos críticos e 88% dos usuários do Rotten.

3. Os Vingadores (2012)

O primeiro filme que uniu todos personagens do universo apresentados até então, Os Vingadores é um marco para os filmes de super-heróis. A maior bilheteria do estúdio até agora (1,5 bilhão de dólares arrecadados ao redor do mundo, de acordo com o Box Office Mojo) e um dos favoritados regularmente apontados pelos fãs.

Os Vingadores é também um marco no MCU. A partir daí, o Universo Marvel se consolidou de vez. Estava pronto para expandir, como as fases seguintes fizeram. O longa definiu bem o tom que posteriormente os diretores e produtores dos próximos filmes iriam se basear. E por último, Os Vingadores deixou bem claro quem está por trás de tudo, o ponto de convergência que uniria todo o Universo Cinematográfico da Marvel novamente, o mais poderoso dos vilões até então: Thanos.

Não é à toa que Os Vingadores ficou com 92% de aprovação, enquanto 91% do público também apreciou o filme.

2. Homem de Ferro (2008)

O filme que iniciou tudo. Enquanto Os Vingadores depois foi quem consolidou o MCU, foi Homem de Ferro quem concretizou, quem transformou o sonho em realidade.

Na história de origem de um dos principais super-heróis da Marvel, Robert Downey Jr. encarna com maestria o papel de Tony Stark, um sujeito bilionário graças a sua indústria de armas herdada do pai. Após sofrer um terrível atentado por um grupo terrorista que possuía suas armas, Tony tem que fugir do local por meio de uma armadura de ferro projetada por ele dentro da prisão, a qual viria a inspirá-lo mais tarde a se tornar no super-herói Homem de Ferro.

Homem de Ferro tem inúmeros motivo para aplausos. Uma trama profundamente intrigante e agradável, é o berço do MCU, as atuações são muito boas. O longa, além de ser independente, só conseguiu ser distribuído graças a Paramount e fora que também tinha um baixo orçamento e mesmo assim alcançou um nível de qualidade de Computação Gráfica fabuloso.

Devido a tudo isso, Robert Downey Jr. ganhou uma legião de fãs do Tony Stark e por isso recebe uma relevância inigualável dentro do estúdio. Em resposta a todos esses acertos, hoje Homem de Ferro foi aprovado por 94% dos críticos!

data:image/gif;base64,R0lGODlhAQABAPABAP///wAAACH5BAEKAAAALAAAAAABAAEAAAICRAEAOw==

1. Pantera Negra (2018)

Independente da opinião de cada um, Pantera Negra talvez mereça essa posição por sua relevância social. Um longa que trata de um assunto delicado como o racismo, Pantera Negra não cai em ideias superficiais, nem mesmo chega a discursos ou conclusões óbvias. O filme consegue alçar com excelência uma profundidade, resgatando raízes africanas e tentando estabelecer certas dicotomias vistas dentro do próprio tema, ligado a uma estética cinematográfica extremamente simplista. Como muito bem visto no texto sobre Killmonger (leia mais), talvez este tenha o vilão mais profundo do Marvel Studios junto com o melhor enredo também.

Pantera Negra é, segundo os críticos do Rotten Tomatoes, o melhor filme da Marvel Studios no alcance de 96% de aprovação. Mas quem sabe a chegada iminente de Vingadores: Guerra Infinita não mude a ordem desta lista, né?

 POSTS RECENTES