• Lucas Venancio

Horror Expo 2019 | Evento levou medo e paixão ao público em sua primeira edição

Considerada como a maior feira de Horror da América Latina, a Horror Expo, ocorreu entre os dias 18 e 20 de outubro deste ano no pavilhão do Anhembi. O festival contou com a presença de celebridades do cinema, bandas internacionais, lojas, ativações, cosplayers, artistas literários e quadrinistas do ramo.

Dentro da Horror Expo observamos como foi importante ter um evento deste nicho no Brasil, pois há um público cativo que é apaixonado pelo gênero de terror. Também houve um crescimento na procura desse material, muito por causa dos sucessos cinematográficos e a explosão da cultura geek.

O colecionador, executivo e curador de diversos eventos em São Paulo como: Batman 80 Expo, Exposição “Quadrinhos”no MIS e sócio da CCXP e Chiaroscuro, Ivan Freitas da Costa, falou sobre a importância de se ter um evento de nicho no Brasil:

“Quando começa a ter eventos de gênero mostra que tem demanda. A gente tem no Brasil ainda poucos eventos e seria ótimo que tivéssemos eventos de grande porte em todas as grandes cidades e também nas menores. Então, aqui em São Paulo ter um evento de Horror é legal pra caramba. Esse ano a gente viu surgirem aqui em São Paulo: A PerifaCon, PocCon, então são eventos bem específicos e quem tem espaço e eu acho ótimo", disse Ivan.

Ivan Costa conversou com a Be Geeks sobre a importância da Horror Expo na agenda da cultura geek (Foto: Bruno Bragante / Be Geeks)

Ivan ainda passou uma mensagem para quem deseja criar novos eventos: “Eu acho que as pessoas as vezes ficam esperando que alguém faça alguma coisa do tipo: 'Poxa vida na minha cidade não tem nada, não tem evento, o meu estado ninguém organiza coisa nenhuma e não patrocina nada'. As coisas não precisam começar grandes então começa nas escolas, na sua igreja, na sua comunidade de bairro, no shopping da sua cidade. Arruma um espaço monta uma mesa coloca sua coleção lá, as coisas não precisam começar grandes dá pra começar pequeno e a gente precisa abrir a coleção chamar os amigos e mostrar que existem pessoas interessadas naquilo. Os patrocínios e apoios virão depois, não fique esperando que uma Warner vá montar um estande no seu evento logo na primeira edição. Na CCXP, a HBO só foi ter um estande na terceira edição. Então as coisas são construídas as vezes mais devagar e as vezes mais rápido, mas elas precisam começar [...] o importante é começar”, finalizou.

O evento contou com diversas ativações,como o labirinto do terror, que foi uma das atrações mais queridas pelo público no Anhembi. Além disso, o festival trouxe os mesmos criadores do icônico “Castelo dos Horrores”,do Playcenter, parque de diversões que virou um símbolo na cultura dos paulistanos graças ao castelo e suas "noites do terror".

Guardião do Labirinto dos Horrores (Foto: Lucas Venancio / Be Geeks)

Dentro do labirinto podíamos encontrar diversos personagens dos aclamados filmes de terror como: Sexta-feira 13, A Hora do pesadelo, O Chamado, Exorcista e Massacre da Serra Elétrica. Tivemos também o “Ônibus do Terror”, onde o público se sentia em uma viagem horripilante com criaturas monstruosas a bordo.

A Warner trouxe um painel interativo com a boneca Annabelle original usadas nas filmagens de Invocação do Mal e Annabelle, dois cenários do filme Doutor Sono, que estreia dia 7 de novembro de 2019. Vale lembrar que o longa será uma continuação direta do clássico “O Iluminado”, do diretor Stanley Kubrick, baseado nos livros de Stephen King.

Uma parte divertida do local era o celeiro da Prevent Senior, no qual as pessoas podiam tirar fotos com zumbis, abóbora fantasma e um espantalho. Além de ganharem maquiagens horripilantes, o público pode concorrer a prêmios através das raspadinhas da sorte. As empresas Escape Time e Fugativa levaram suas experiências imersivas de seus escapes games na qual os jogadores tem um tempo determinado para realizar missões para escapar e vencer.

No centro do evento estava localizado o Horror Artists’ Pavilion, que reuniu artistas nacionais como: autores, quadrinistas, artesãos, artistas plásticos e desenhistas. O pavilhão também deu oportunidade para novos profissionais da área apresentarem suas obras ao público. Veja a nossa matéria sobre o Artists’ Pavilion, aqui.

Horror Artists’ Pavilion foi um dos setores mais procurados pelo público na Horror Expo 2019 (Foto: Lucas Venancio / Be Geeks)

O famoso artista do gênero do terror no Brasil, Coveiro Maldito, foi nomeado embaixador da Horror Expo 2019. O personagem estava presente com seu estande e contou sobre sua caminhada no meio: “A minha trajetória vem do Instituto Médico Legal (IML), foi de lá que veio a ideia das tatuagens e fui elaborando o personagem pouco a pouco até chegar no nível que vocês estão vendo aqui [...] eu tenho 80% do corpo tatuado”, explicou o embaixador do evento.

O Coveiro Maldito foi nomeado o embaixador oficial da Horror Expo 2019 (Foto: Lucas Venancio / Be Geeks)

O Coveiro também comentou acerca de seu quadrinho, que foi lançado tendo ele mesmo como protagonista: “O Coveiro Maldito é um mercenário no mundo pós apocalíptico e existem clãs nesse universo do Coveiro Maldito, ele trabalha para esses clãs. Quem está me ajudando na história é o pessoal do A.Brothers, o Trovão e o Rodrigo Ovelha, que estão elaborando todo contexto da história”, disse o personagem ao nos explicar sobre sua HQ.

O personagem opinou como é ter um evento de terror no Brasil: “Olha é um marco histórico [...] porque não tem evento de terror, ainda mais do tamanho desse. Querendo ou não, já somos o maior da América Latina”. Como embaixador, o personagem deu uma dica valiosa para quem quer seguir no mundo do horror: “Se tiver uma ideia, não desista, cara, é difícil você viver de terror, ainda mais aqui no Brasil, é muito difícil isso. Mas não desista, tem que ser perseverante e ir pra cima pra conquistar as coisas”, finalizou.

A feira também contou com diversas reproduções de filmes e séries do gênero que passavam no “Cinema Horror Expo”, além de contar com a presença de artistas fazendo palestras e debates sobre o mundo do Horror. Como o caso de Mick Garris, cineasta que dirigiu filmes clássicos do cinema e TV sobre horror. Inclusive, tivemos a honra de entrevistá-lo nessa matéria aqui.

Mick Garris já trabalhou com diversos nomes de sucesso, além de ter participado do trailer "Thriller", de Michael Jackson (Foto: Divulgação Horror Expo)

Garris, esteve contando a respeito do filme “Nightmare” e falando sobre Stephen King no espaço Horror Talks, onde houveram entrevistas, debates, workshops sobre criação e desenvolvimento de terror, cinema e literatura. Outros convidados internacionais presentes para receber o delírio dos fãs brasileiros com autógrafos e fotos foram a atriz Naomi Grossman, de American Horror Story, e o ator Lochlyn Munro, de Riverdale.

Já no palco principal tivemos o concurso cosplay, concurso de maquiadores profissionais e show com as bandas: Therion, Deathstars, Siox 66, The Secret Society, Venomous, Alchemia, Highschool e Furia INC. Além dessas bandas, a Orquestra de metais da banda marcial de Cubatão, que geraram fortes emoções ao tocarem trilhas sonoras de filmes e séries de terror aclamados pelo público.

Confira o slide show:

Todavia, a Horror Expo teve alguns problemas técnicos e em suas atrações. Entretando, nada que afetasse diretamente o evento, que teve a presença de 12 mil pessoas somados os três dias, saindo assim com um feedback positivo, trazendo muita diversão e sustos. “Aprendemos muito nesta primeira edição, entre acertos e erros, para desenvolvermos algo melhor e mais grandioso em 2020” disse a direção do evento em nota oficial.

Agradecimento do evento aos fãs que estiveram presentes nos três dias de feira (Foto: divulgação Horror Expo)

Confira a nossa cobertura da Horror Expo, no link abaixo:

https://www.begeeks.com.br/home/tag/Horror%20Expo%202019

 POSTS RECENTES