• Paulo Lídio

Autor dos quadrinhos de The Walking Dead anuncia fim da saga


A edição #193 de The Waking Dead será a última dos quadrinhos

Muitas vezes descrito como "o filme de zumbis que nunca termina", The Walking Dead finalmente desafiou sua premissa básica. A série de quadrinhos da Image Comics e da Skybound Entertainment, publicada pela primeira vez em 2003, chegou à sua conclusão, de uma maneira que espelha as formas pelas quais os personagens principais eram mortos regularmente: sem nenhum aviso.

O criador Robert Kirkman e o artista Charlie Adlard concluíram a série de histórias em quadrinhos que mudou a indústria com a edição de quarta-feira de The Walking Dead #193, uma edição extra grande que se desenrola como um epílogo da história de Rick Grimes. Além do mais, o final chegou sem qualquer aviso prévio, a ponto de Kirkman e Skybound solicitarem várias edições subsequentes com a capa de Adlard. Essas capas e solicitações foram criadas para preservar o segredo por trás do final da série, de acordo com o próprio Kirkman.

"Eu odeio saber o que está por vir", escreveu Kirkman nas páginas finais de Walking Dead # 193. "Como fã, eu odeio quando percebo que estou no terceiro ato de um filme e a história está acabando. Eu odeio poder contar intervalos comerciais e saber que estou chegando ao fim de um programa de TV. Eu odeio que você pode sentir quando você está chegando ao final de um livro, ou uma graphic novel. Alguns dos melhores episódios de Game of Thrones são quando eles são estruturados de tal forma e ritmo à perfeição para que seu cérebro possa raciocinar ' Diga se ele está assistindo por 15 minutos ou 50 minutos ... e quando o fim chegar ... você está atordoado", explicou o criador de The Walking Dead.

"Eu amo filmes longos por essa mesma razão", continuou ele. "Você perde a noção do tempo porque ficou convencido de que vai estar lá por muito tempo, mas a história se move num ritmo tão divertido e envolvente que, no momento em que o filme termina... você não pode fazer mais nada. Acredito que já acabou. Surpresa, acabou! Tudo o que eu já fiz, tudo que um criador pode realmente fazer... é fazer histórias sob medida para se entreter e esperar que o público sinta o mesmo que venho fazendo... e parece funcionar na maioria das vezes", finalizou Kirkman.

Vale destacar que o legado de The Walking Dead seguirá em outras mídias. A série de mesmo nome seguirá no ar, além d spinoff denominado 'Fear The Walking Dead' além dos jogos baseados na série de quadrinhos.

E você, sentirá falta dos quadrinhos de The Walking Dead? Deixe sua opinião abaixo!

 POSTS RECENTES