• Alexandre Agassi

A Princesa Encantada: O Casamento Real | Crítica


Poucos filmes tornam-se franquias. Algumas viram trilogias e poucas conseguem passar disso. Porém, A Princesa Encantada de certa maneira "encantou" o seu público, depois de dez filmes! Pois bem, vamos a uma rápida introdução.

Lançado em 1994 em meio ao apogeu das animações da Disney, como A Bela e a Fera, A Pequena Sereia, Aladdin, foi lançado o rival A Princesa Encantada, um filme feito por uma produtora menor chamada Nest Entertainment junto com a Rich Animation Studios. O enredo é sobre a princesa Odette e príncipe Derek, amigos de infância, que depois de muito tempo afastados, eles se reencontram se apaixonam um pelo outro, mas um feiticeiro perverso procurará meios de impedir a união.

Vale destacar aqui que todas continuções foram dirigidas pelo cineasta Richard Rich, que neste décimo filme, a franquia se mostre cada vez mais cansada. Podemos relevar que trata-se de um filme voltado ao público infantil, mas ainda há detalhes que faltaram atenção. Desde 2012, as continuações foram feitas em 3D, o que talvez para um orçamento aparentemente curto, o 2D viria a calhar muito melhor. Personagens pouco expressivos, e a própria trama é pouco envolvente. Embora, um longa ainda com cores bastante vívidas, o que certamente deixa-o agradável.

Mas o roteiro é capaz de ser primoroso ao apresentar uma história bem simples e direta. A amiga de Odette e Derek, a princesa Mei Li vai se casar com o seu amado Chen, porém a cruel feiticeira Fang enfeitiça Mei Li em uma simples mulher idosa, pois nutria de uma paixão secreta pelo príncipe. Então, ela usa de seu poder para se transformar em Li e então desposar de Chen. Odette, Derek e seus amigos agora terão de desvendar o segredo e desfazer o feitiço.

Simples, não é? Distribuído pela Sony Pictures Home Entertainment, A Pincesa Encantada: O Casamento Real vale a indicação para crianças, que provavelmente irão se divertir com o filme. Está disponível para aluguel ou compra no Looke, Now, Vivo Play, Oi Play, Google Play, Apple TV (iTunes), Microsoft Filmes &TV (Xbox), PlayStation Store e SKY Play.

Nota: 3 / 5

 POSTS RECENTES