• Paulo Lídio

Solo: Uma História Star Wars deve ter bilheteria abaixo do esperado em seu primeiro fim de semana


Solo: Uma História Star Wars não deve fazer a bilheteria esperada pela Disney. (Imagem: Disney/Lucas Films/divulgação)

O interesse em Solo: Uma História Star Wars parece estar muito abaixo com as últimas projeções para o fim de semana de abertura. Parte dos planos da Lucasfilm para manter Star Wars por perto a longo prazo estavam na expansão além dos filmes da Saga Skywalker. Eles fizeram isso com Rogue One: Uma História Star Wars e não têm planos de desacelerar. Isso acontece mesmo depois que Rogue One e Solo tiveram produções difíceis. Apesar do volume de negócios que cada um experimentou, a renda não prejudicou a Rogue One, mas parece apenas influenciando a Solo.

Solo: Uma História Star Wars está oficialmente nos cinemas e todas as indicações apontam para um final de semana recorde no Memorial Day nos EUA e uma grande estreia mundial. O filme arrecadou US$ 14,1 milhões nas prévias da noite de quinta-feira, mas parece que há uma perturbação na Força quando se trata do resto do fim de semana.

De acordo com o site Deadline, Solo está bem atrás das projeções iniciais, apesar da sólida noite de quinta-feira. As estimativas agora têm Solo ganhando US$33 milhões para o dia de sexta-feira, que como resultado apenas colocou Solo na faixa de US$ 80-US$90 milhões para o seu curso de três dias. Fica um pouco melhor com projeções apontando para um total de US$105 a US$115 milhões em quatro dias. Esses números podem mudar a medida que o dia passa, mas isso seria uma abertura muito mais tranquila do que o esperado.

Ninguém esperava que Solo estivesse na mesma faixa que o Star Wars: O Despertar da Força ou as aberturas de US$ 200 milhões de Star Wars: Os Últimos Jedi, mas era esperado que ele estivesse ao menos próximo do Rogue One: Uma História Star Wars. O primeiro filme de spin-off da saga abriu com US$155 milhões em três dias, enquanto Solo terá que competir com Deadpool 2 e Vingadores: Guerra Infinita. Um dos atrativos que podem levar os fãs a ver o filme spin-off da saga original é trazer a tela clássicos personagens como Han Solo (Alden Ehrenreich), Lando Calrissian (Donald Glover) e Chewbacca. Se essas projeções forem precisas, Solo não terá apenas a abertura mais baixa para Star Wars sob o comando da Disney, mas possivelmente até menos que a Star Wars: A Vingança dos Sity.

A competição forte com outros filmes pode ser uma das razões pelas quais Solo: Uma História Star Wars pode aparecer com as primeiras projeções abaixo do esperado, mas também há alguns outros fatores. O lançamento de maio colocou Solo no fim de semana do Memorial Day. Enquanto fins de semana de férias são normalmente vistos como uma força, o Memorial Day é historicamente um dia com menor movimento. O filme está recebendo críticas geralmente boas, mas elas estão abaixo dos outros filmes da era da Disney, então alguns podem não sentir a necessidade ou o vontade de assistir Solo para justificar outra ida ao cinema. Também vale lembra que Solo chega aos cinemas apenas seis meses depois do filme anterior de Star Wars. Isso não quer dizer que há fadiga para esta franquia, mas Star Wars: Os Últimos Jedi dividiu muito a opinião dos fãs, o que pode influenciar muitos no interessa pela saga. Seja qual for o caso, os números finais da terça-feira vão mostrar de uma vez por todas o desempenho da bilheteria de Solo: Uma História Star Wars.

 POSTS RECENTES