• Alexandre Agassi

O que é ser nerd? - Opinião


Recentemente estava eu assistindo um clássico da Sessão da Tarde, O Clube dos Cinco. Não só meu filme favorito que passa no programa das tardes de segunda a sexta na Rede Globo - ao lado de Curtindo a Vida Adoidado, é claro - como também um dos mais impactantes que já vi, principalmente pela minha idade. Enfim, foi enquanto assistia que reparei num detalhe: o personagem Brian Johnson, interpretado por Anthony Michael Hall. Na trama, Brian seria o estereótipo do "nerd" (ou o "cérebro", como relatado no filme), pela razão de ser muito inteligente e empenhado. Foi daí então que me veio a ideia de escrever este artigo. Afinal, o que é ser nerd?

Os anos 80 ficou muito marcado por filmes infanto-juvenis que se passam no final do ensino fundamental, no ensino médio ou nos primeiros anos da universidade. Esses filmes hoje são considerados clássicos como Clube dos Cinco, Curtindo a Vida Adoidado, Gatinhas e Gatões, Os Goonies, entre muitos outros. Uma coincidência entre esses filmes é a existência de um garoto "nerd". E curiosamente ele era sempre retratado (veja na imagem abaixo) como um homem, gordinho e baixo ou magricela e alto, muito inteligente, tinha espinhas no rosto, era terrível nas aulas de educação física, trazia uma pinta de bobão, que gostava de ler gibis de super-heróis, ver filmes antigos, e que possuía dificuldades em falar com pessoas, especialmente garotas bonitas da sua idade. Dessa década para cá, o "nerd" se tornou um arquétipo muito utilizado nos filmes, principalmente no momento que precisa-se de um personagem para resolver os problemas rapidamente para livrar os protagonistas de situações de perigo. Já no mundo real, o "nerd" é um estereótipo.

Um dos estereótipos mais usados nas últimas décadas: o nerd

Talvez quem possa quebrar esses paradigmas seja o próprio filme que dei início a este artigo, O Clube dos Cinco. Ao longo dele, os cinco alunos "rebeldes" falam sobre seus sentimentos. A partir do ponto de vista deles, descobrimos que suas necessidades de auto-afirmação são frutos da péssima comunicação que têm com os pais e a escola. As instituições familiares e educacionais cobram muito deles, e parecem pelo menos no filme não se importar com as dificuldades que estão passando e como estão se sentindo a respeito. Sua brilhante conclusão subverte estereótipos com a linda mensagem de que podemos ser quem quisermos ser, sem ter receios do que nossos pais, professores, amigos e colegas vão achar.

Vendo os dias de hoje, consigo notar que boa parte dos preconceitos foram superados. Claro, sempre terá aquele grupinho que resiste a mudança e ainda se incomoda com certas coisas. Porém, principalmente quando vou em eventos, vejo um ambiente cada vez mais democrático. Homens e mulheres, brancos e negros, gordos e magros, baixos e altos, adultos, adolescentes, crianças e até mesmo idosos. O que percebo hoje é que ser nerd não é mais um motivo para excluir o outro e zombar dele, e sim para ter orgulho de admitir quem é e quais são seus gostos pessoais, independente das opiniões contrárias.

Isso é tão verdade que as empresas cresceram os olhos sobre esse nicho. Hoje temos marcas de roupas próprias para a confecção de camisetas e outros tecidos estampados com referências da cultura de massa norte-americana. Produzem séries, filmes, jogos de vídeo-game para públicos diversos. E o que antes ser nerd significava apenas super-heróis ou quadrinhos, hoje pode ser aquele que gosta de ler livros e gibis, que assiste a filmes novos ou antigos, que vê seriados, que gosta de jogar vídeo-game ou ouvir música.

Ser nerd pode ter inúmeros significados nos dias atuais. E são tantos produtos feitos que realmente não tem como acompanhar tudo. Eu, Alexandre Agassi, tento ver o máximo que posso porque gosto de consumir e também gosto de trazer o máximo do melhor conteúdo para esse site e para as pessoas em geral. Vivemos numa era para sentir orgulho do que fazemos e graças a internet até mesmo nosso trabalho pode ser o que gostamos. Como eu aqui, que toda semana tento trazer o melhor conteúdo para a Be Geeks. Não é a toa que este dia recebeu esse nome: feliz Dia do Orgulho Nerd, queridos leitores!!! Ou Dia da Toalha, como você preferir! Até mais, e obrigado pelos peixes!

 POSTS RECENTES 

© 2021. Be Geeks. Todos os direitos reservados
 

E-mail: contato@begeeks.com.br

 

São Paulo - SP
 

  • Twitter
  • Instagram
  • Facebook